sábado, 25 de agosto de 2012

Batman: Um guia de compras pra quem NUNCA leu HQs!

Por Judão

Cronologias grandes, histórias longas, personagens antigos… São vários os motivos para que muitos leitores em potencial desistam das HQs antes de começar. Só que há uma dica importantíssima para essas pessoas: você não deve começar a ler histórias em quadrinhos pelos gibis de banca – salvas exceções especificas, como quando editoras como Marvel e DC lançam títulos novos ou promovem grandes reboots como Os Novos 52 e Marvel NOW!. O ideal é começar por encadernados específicos, que criam uma base para o leitor em relação ao status quo daquele personagem e abrem a porta dos gibis de banca.
Dito isso, que tal o JUDÃO ajudar VOCÊ a começar a ler os quadrinhos do seu personagem favorito na TV e/ou cinema? Começando pelo Batman, vamos listar algumas dicas de encadernados que, com toda a certeza, vão te ajudar a conhecer melhor os heróis. E alguns títulos com 11% de desconto por conta de uma parceria exclusiva entre o Judão e a Saraiva ATÉ O FIM DO MÊS. Hein, hein? :D
O começo de tudo
Apesar do Homem-Morcego ser o personagem com a origem mais bem acabada em toda a DC, isso não quer dizer que ela seja necessariamente mais acessível. Mesmo com o reboot promovido em Os Novos 52, a origem do Batman permaneceu intocada e sem ser revisitada por uma nova geração de leitores. Também vamos ser justos: não precisa. O trabalho feito desde a década de 1980 por caras como Frank Miller e Jeph Loeb não necessita de retoques.
Aqui estão os três trabalho que são a base para qualquer fã do Homem-Morcego:
Batman – Ano Um
Ano Um, originalmente publicado em 1987, traz a origem do Batman e suas primeiras aventuras em ordem cronológica, contando todo o primeiro ano de atuação do herói. Isso inclui, claro, quando Batman conhece o policial James Gordon, aquele que será, um dia, o comissário de Polícia de Gotham City. Os roteiros são de Frank Miller no auge da qualidade e a arte é de David Mazzucchelli. Muitas passagens desta HQ acabaram servindo como inspiração do filmeBatman Begins.
Batman – O Longo Dia das Bruxas
Publicada entre 1996 e 1997 em uma minissérie em 13 partes – todas reunidas nesse encadernado especial da Panini – O Longo Dia das Bruxas é uma continuação direta de Ano Um. Um pouco mais experiente, Batman encontra personagens que irão marcar para sempre a carreira do herói, incluindo a Mulher-Gato, Coringa e Duas-Caras. A HQ serviu de inspiração para os filmesBatman: O Cavaleiro das Trevas e O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Os roteiros são de Jeph Loeb e a arte de Tim Sale. Apenas um detalhe: esta é a versão original, em inglês.
Batman – Vitória Sombria
Loeb e Sale voltaram a trabalhar juntos entre 1999 e 2000 na minissérie Vitória Sombria. Como você deve imaginar, essa HQ é uma continuação direta de O Longo Dia das Bruxas, relatando aquele que seria o terceiro e quarto anos de atuação do Cavaleiro das Trevas. É nesta história, recentemente lançada em um encadernado pela Panini, que é contada a atual origem do parceiro do Batman, o Robin.
Clássicos
Depois de conhecer o Batman em sua versão quadrinística com estes três encadernados, você poderá começar até a ler os gibis de banca – mas ainda há muito do universo do Cavaleiro das Trevas que pode (e deve) ser conhecido. Que tal, então, ser apresentado a alguns clássicos do personagem?
Batman Crônicas – Volume 1 e Volume 2
Você deve já saber que o Batman surgiu nas páginas deDetective Comics #27, em maio de 1939. Eram outros tempos, mas os leitores daquela época já puderam acompanhar o nascimento de uma lenda nos traços e roteiros de seu criador, Bob Kane (e de Bill Finger, que nunca foi devidamente creditado pelo trabalho). Nestes dois encadernados são reunidas aquelas histórias iniciais, que mostram um personagem reconhecível por nós, mas muito diferente daquele que você vai ler em trabalhos mais recentes.
Apesar de não ter qualquer ligação com a atual cronologia da DC, são livros que valem a leitura pela curiosidade em relação aos primórdios do Batman – e de personagens como Coringa, Robin, comissário Gordon, Mulher-Gato…
Biblioteca DC – Batman por Neal Adams vol.1
Os anos 50 não foram lá muito bons para o Batman. Saiu de cena o personagem criado por Bob Kane e entrou um herói que não tinha nada de detetive e enfrentava, por exemplo, aliens, além de ter um cachorro chamado Ace. Nos anos 60 a DC tentou fazer com que o personagem voltasse a ser um pouco mais sério, mais eis que aquela série de TV que estreou em 1966 estragou tudo, trazendo novamente o clima camp para os quadrinhos. Foi nessa época que o grande artista Neal Adams estreou no personagem, com as primeiras HQs dessa fase reunidas neste especial.
O melhor momento do desenhista com o Cavaleiro das Trevas ainda estava por vir, mas o encadernado serve não só para ver novamente o traço do mestre Neal Adams, mas para conhecer uma época estranha do personagem. Nenhum destas HQs permanece na cronologia.
Batman – A Piada Mortal
A verdadeira história do Coringa sempre foi um mistério para os leitores do Batman… Um mistério que foi desvendado no clássico A Piada Mortal, escrito pelo incrível Alan Moore e desenhada pelo não menos incrível Brian Bolland. Na graphic novel, o Coringa aparece disposto a mostrar que qualquer um poder pirar como ele pirou, bastando ter apenas um dia ruim, voltando assim todos os esforços contra o comissário Gordon. Sobra até pra coitada da Batgirl…
Esse é um clássico que DEVE ser lido por qualquer fã do Batman. A edição indicada é a nova versão da graphic novel, com novas cores refeitas por Bolland. A publicação é original da DC, em inglês.
Batman – O Homem que Ri 
Ok, já sabemos como o Coringa surgiu, mas como foi o primeiro encontro entre o vilão e o Batman dentro da atual cronologia? Isso só foi contado em 2005 no especial O Homem que Ri, que é uma continuação direta de Batman: Ano Um. O roteiro é de Ed Brubaker e a arte de Doug Mahnke. É nesta HQ que vemos a origem moderna do Bat-sinal.
Esta é a versão gringa do especial, publicada da DC ainda com as HQs originalmente publicada entre as edições 784 e 786 de Detective Comics.
Batman – Dia das Bruxas
Antes de se aventurarem no Longo Dia das Bruxas, Jeph Loeb e Tim Sale se encontraram em três especiais de Halloween nos anos 90 – todos publicados como especiais separados pela editora Abril na época e reunidos há algum tempo pela Panini neste especial com 196 páginas.
Batman – A Queda do Morcego vol.1
Nos anos 90 os roteiristas e editores do Batman perceberam que era o momento de dar um troco nos leitores daquela época, que preferiam heróis mais violentos ao estilo Image do que os mais tradicionais, como o Batman. Assim surge o grande arco A Queda do Morcego, que começa com a aparição do vilão Bane, que leva Bruce Wayne ao extremo da fadiga física e mental. Literalmente quebrado, Bruce é substituído por Jean-Paul Valley como Batman – mas, em pouco tempo, Jean-Paul se mostra muito mais perigoso do que o imaginado.
Para aproveitar o gancho de Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, que aproveita muitos dos elementos de A Queda do Morcego, a DC está lançando nos EUA uma série de três encadernados que compila todo o longo arco. Este aqui é o primeiro.
Batman – O Cavaleiro das Trevas
Uma lista de encadernados do Batman não pode ficar sem O Cavaleiro das Trevas. Esta clássica minissérie publicada em 1986 com arte e roteiro de Frank Miller é, até hoje, um grande marco nas histórias do personagem, representando realmente o fim daquele preconceito por conta da série camp dos anos 60. A história apresenta um futuro alternativo – que não faz parte da cronologia – no qual reencontramos Bruce Wayne com 55 anos e aposentado há dez. Após o retorno do Duas Caras, o Batman volta para a ative e deixa muita gente descontente – incluindo Coringa e o Superman.
Esta versão indicada é original da DC, em inglês, e tem uma vantagem: não traz junto aquela bomba que foi O Cavaleiro das Trevas 2.
Arcos recentes
Claro que os gibis do Batman não são feitos apenas por HQs antológicas. Há ainda inúmeros arcos publicados no decorrer destes 72 anos de existência do personagem em gibis mensais estadunidenses como Detective Comics e Batman. Há alguns arcos recentes que, com toda a certeza, valem a leitura, além de influenciar o momento atual que o Cruzado de Capa vive nas publicações mensais que saem aqui no Brasil e nos EUA.
Batman e Filho 
A recente passagem do roteirista inglês Grant Morrison pelas publicações do Homem-Morcego foi cheia de polêmicas e grandes histórias. Uma delas foi o arco Batman e Filho, reunido nesse especial da Panini. Na HQ, Talia Al Ghul, a herdeira de Ra’s Al Ghul, reaparece com um garoto chamado Damian, quem alega ser filho dela com Bruce Wayne, colocando novamente na cronologia a polêmica graphic novel O Filho do Demônio. O que poderia ser uma grande alegria para Bruce se torna um pesadelo, já que o garoto foi criado dentro dos sombrios preceitos da Liga dos Assassinos. A arte é de Andy Kubert.
Batman – A Luva Negra
Grant Morrison continuou com a aventura de resgatar conceitos do passado do Homem-Morcego – no caso, o Clube Internacional de Heróis. No final, tudo isso levaria ao controvertido arco Batman: Descanse em Paz, além de apresentar a Luva Negra como um dos principais antagonistas do Homem-Morcego na década de 2000. A arte é de Tony S. Daniel e J.H. Williams III.
Batman: A Corte das Corujas
Este foi o primeiro grande arco de Os Novos 52 para o Batman, no qual enfrentou a organização centenária Corte das Corujas. No Brasil ainda estamos acompanhando o começo desta fase, mas ela já foi encerrada nos EUA – e compilada neste especial, em inglês. Os roteiros são de Scott Snyder e a arte é de Greg Capullo.
Se você ler todos estes encadernados, parabéns. Você pode ser considerado um GRANDE conhecedor do Batman, pronto para ler qualquer história do herói de agora em diante. Mas há ainda algo que não pode faltar se você quiser realmente ser considerado um colecionador do Cavaleiro das Trevas:
The Batman Vault: A Museum-in-a-book With Rare Collectibles From the Batcave 
Este aqui é o livro da série Vault do Batman, compreendendo textos das mais diversas fases do herói e, principalmente, HQs, sketches, reproduções e memorabilias nunca antes vistos. Este é o tipo de coisa que fará seus olhos brilhar. 
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...